Benvindo a Pirenópolis
Benvindo a Pirenópolis

A reconstrução da Matriz

Salvamento dos escombros

No mesmo dia, vieram as autoridades, governador, embaixadores e o então presidente Fernando Henrique, prestar pêsames, como a um ente falecido. Logo promessas foram feitas para a sua reconstrução. O primeiro passo foi um projeto de Salvamento Emergencial. Cercaram a Igreja com um tapume e cobriram-na com uma cobertura metálica e uma tela nas laterais, para proteger os escombros do vento e da chuva. Escoraram as paredes e os vão das portas e janelas com madeiras e tijolinhos maciços. Cataram e peneiraram todo o entulho, separando restos de algum elemento, como o relógio, sinos, pedaços dos altares, ferragens e outros.

A reconstrução

Para a prometida reconstrução foi feito um orçamento de cerca de R$ 5,5 milhões pela SOAP - Sociedade dos Amigos de Pirenópolis, uma ONG responsável pelas obras e pelo IPHAN - Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional e parte desta verba foi repassada através da lei de incentivo à cultura (lei Rouanet) por empresas estatais. A Celg - Centrais Elétricas de Goiás repassou R$ 1,1 milhões; o BNDES mais R$ 1,0 milhão; a Petrobrás mais R$ 1,0 milhão e a Caixa Econômica Federal mais R$ 500 mil , totalizando R$ 3,6 milhões dos R$ 5,5 milhões previstos.

A SOAP e o IPHAN já iniciaram as obras. A empresa vencedora da concorrência foi a Construtora Biapó, empressa especializada em restauração de patrimônio que foi a responsável pela última restauração da igreja.

O projeto

O projeto prevê a reconstrução da parte estrutural e arquitetônica, a parte artística não foi contemplada neste projeto por ser mais de caráter religioso e muito mais criterioso. É previsto a restauração em 15 meses de toda a taipa de pilão destruída; o preenchimento dos adobes nas torres e parte anterior; recolocação do madeiramento; restauração dos portais e esquadrias das janelas; reconstrução total do telhado, com a confecção artesanal de telhas coxas.

Em próxima etapa será reconstruído o piso de madeira, o coro, escadarias, forros, balaustradas e corrimões.

Durante a obra, a igreja estará aberta a visitação, para que a população acompanhe de perto a obra, esta ação será conhecida como "Tocando o Restauro", com visitação controlada e eventos musicais.