Benvindo a Pirenópolis
Benvindo a Pirenópolis

Artigos e Notícias

Voltar para Notícias

17/03/2009

Pirene, a Deusa dos Pireneus

Lá nos primórdios da construção do mundo, quando os céus e a terra eram habitados por deuses, gregos é claro, dois destes poderosos se entreveram numa pendenga colossal: de um lado Atlantis ou Atlas, o grande Deus de Atlântida, que sustentava o céu e a terra e carregava o mundo nas costas; e de outro lado o grande e poderoso Hércules, filho de um profanado amor entre o ainda mais poderoso Zeus e a bela mortal Alcmena.

Pirene, a Deusa dos Pireneus
Pirene morta e Hérculos amontoando as pedras dos Pireneus

Foi durante o seu 11º trabalho, quando Hércules apaixonou-se por Pirene, a filha de Atlantis, semideus enganado por Hércules no Jardim de Hespérides, por esse engodo viraram inimigos mortais. Pirene, filha devotada de Atlantis, jurou para si não corresponder ao amor do brutal e violento Hércules, fazendo com que este, com sua clava, tomado pela raiva, partisse a terra ao meio, abrindo o estreito de Gibaltrar e inundando Atlântida.

Pirene, então, amedrontada, foge de Hércules e é acolhida por pastores num local ermo da península Ibérica. Com medo de ser capturada pelo irascível Hércules, meio humano e meio deus, Pirene ateia fogo na floresta e opta pela própria morte a cair nos braços de Hércules. Distante, Hércules vê o fogaréu e a fumaça subir aos céus, soube do ocorrido e ascendeu ao local. Chegando lá, encontrou tudo enegrecido e queimado.

Enlutado, chamou os titãs e com suas próprias mãos foi empilhando pedras para fazer o mausoléu da amada. Foram tantas que quase alcançaram o céu, formando a cordilheira dos Pireneus.

Uma outra lenda, um pouco mais romântica, mas não menos trágica, é que Hércules após vencer Gerion, seu 10º trabalho, foi recebido por um generoso senhor de terras chamado Bébrix, quando se embriagou e conheceu sua bela filha Pirene. Nesta bela noite, sob o céu estrelado, amaram-se calorosamente. Mas Hércules duvidou do amor de Pirene e foi-se embora. Deste enlace, Pirene gestou uma terrível e enorme serpente. Desgostosa, Pirene a transformou em rocha, surgindo uma alta cordilheira. Desiludida com o amor não correspondido, incendiou-se e de seu coração surgiu colunas enegrecidas de fumaças que atingiram os céus. Hércules, após saber do fato, arrependeu-se e amontoou sobre seu leito de morte enormes pedras, construindo um gigantesco mausoléu, a Cordilheira dos Pireneus.

Contei tudo isso porque Pireneus é a serra que circunda Pirenópolis, a cidade dos Pireneus. Segundo a tradição local, ganhou esse nome de uns espanhóis por alusão às Cordilheiras dos Pireneus na Europa, estas altas montanhas que dividem a Espanha da França. Bonito, né?

Matéria publicada em 17/03/2009 às 18h20min.