Benvindo a Pirenópolis
Benvindo a Pirenópolis

Artigos e Notícias

Voltar para Notícias

02/12/2005

ONGS AMBIENTALISTAS SE REUNEM EM FÓRUM

ONGS AMBIENTALISTAS SE REUNEM EM FÓRUM

Em sua segunda reunião, realizada no dia 01 de dezembro, com cerca de 15 participantes, onde estavam presentes 9 representações das 22 entidades ambientalistas de Pirenópolis, formalizaram o Fórum das ONGs ambientalistas e RPPNs de Pirenópolis. O objetivo desta iniciativa é mobilizar e reunir ong’s de Pirenópolis, a fim de discutir e agir sobre questões de conservação do meio ambiente no município de Pirenópolis. Este Fórum não se caracteriza com um instituição jurídica, mas apenas como uma reunião. O seu regimento interno, bastante democrático, é lido e aprovado, com as proposições aceitas, em cada reunião, que elege um coordenador e secretário para a mesma. Nesta última reunião, discutiu-se sobre Agenda 21, onde os representantes farão uma revisão de todo o processo da Agenda para que se mantenha o caráter participativo da Agenda Local, cuja coordenação é hoje da Engenheira Virgínia de Pina. Discutiu-se também sobre o Plano Diretor de Pirenópolis e a alteração, feita pela lei complementar 007/05, de maneira nada participativa pelos poderes municipais. Propôs-se fazer uma cartilha sobre a Lei Orgânica do Município para distribuição à sociedade  para que esta possa exercer melhor sua cidadania. Também falou-se sobre o Estrada dos Pireneus, quando foi mobilizado um documento para solicitar um nova audiência pública, em vista das complementações exigidas pela Agência Ambiental, que até agora não foram cumpridas, assim com a obra atual estar em desconformidade com o EIA-RIMA. Propôs-se também que cada entidade fizesse para próxima reunião, que será mensal, um pequeno diagnóstico ambiental para compor um dossiê ambiental em vista de priorizações e delegações de metas.

Desta iniciativa, vê-se a preocupação da sociedade civil organizada com as questões ambientais e a incomformidade com a passividade dos agentes públicos responsáveis pela fiscalização e cuprimento da legislação, como solução para a resolução de problemas inadiáveis gerados por ações degradantes que se continuarem tornam-se irreversíveis.

Matéria publicada em 02/12/2005 às 22h48min.