Benvindo a Pirenópolis
Benvindo a Pirenópolis

Jota Clavijo - um artista versátil

Nesta mãos, tudo vira arte

JOTA CLAVIJO, nasceu em Punta Del Este-Uruguai, em 1951. Artesão e Artista Plástico, autodidata, começou sua carreira artística nos fins dos anos 60. De 1971 a 1975 viajou por diversos países da América Latina onde entrou em contato com a ARTE e o ARTESANATO Indígena.

Participou de Exposições nas principais cidades do continente. Em 1975 radicou-se em Ouro Preto (MG) onde passou a estudar Gravura e Escultura na Fundação de Arte de Ouro Preto.
Em 1977 parte para Europa, África e Oriente, onde continua suas pesquisas no campo artístico e expõe seus novos trabalhos.

Em 1981 regressa à América do Sul e radica-se em Pirenópolis, onde participa ativamente da Oficina Coletiva do "ATELIER TERRA NOSTRA", principal impulsor do Artesanato em Prata da Região. Após a dissolução do Atelier Terra Nostra, continua a trabalhar na sua casa-atelier em Bom Jesus, a 30 quilômetros de Pirenópolis, onde realiza também um trabalho de educação ecológica e preservação do cerrado.

Em 1988 tem a honra e representar o Uruguai na I Feira Internacional de Artesanato de Lisboa, Portugal.

Trabalhando com madeira, couro, escultura, gravura, desenho e fabricação de Jóias, expõe anualmente em Portugal e Uruguai. Seus trabalhos figuram em coleções privadas no Japão, França, Suíça, Argentina, Alemanha, Estados Unidos e outros.

Jota Clavijo was Born in Punta Del Este, Uruguay in 1951. artisan and artist in general, self-taught, he began his artistic career at the end of the 1960s. From 1971 until 1975 he traveled throughout several countries in Latin America during which he came in contact with indigenous art and craftwork.
He participated in expositions in the principal cities the continent. In 1975 he moved to Ouro Preto (MG) where he began to study engraving and sculpture at the Art Foundation of Ouro Preto.
In 1981 he came back to South America and put down roots in Pirenopolis, where he participates actively in the Collective Studio "Atelier Terra Nostra" (Studio Our Earth), the principal driving force of silverwork throughout the region. After the dissolution of "Atelier Terra Nostra", he continued to work from his private studio in Bom Jesus, 30 kilometers outside of Pirenópolis, where he also dedicates time to ecological educations and preservation of the "cerrado".
In 1988 he had the honor of representing Uruguay in the first International Fair of artisans in Lisbon, Portugal.
He works with wood, leather, sculpture, engraving, design and fabrication of jewelry, and shows his work annually in Portugal and Uruguay.
His works make up parts of private collections in Japan, France, Switzerland, Argentina, Germany, the United States, Among others.

Vídeo no Youtube Recorte de Papel